29 outubro 2008

Gogó

Essa é gostosa de cantar. Todo mundo tentando no chuveiro.
Tudo bem que cantar Marisa é sempre um desafio. Ah, a gente não vive disso mesmo...

"Se ela me deixou, a dor
É minha só, não é de mais ninguém
Aos outros eu devolvo a dó,
Eu tenho a minha dor

Se ela preferiu ficar sozinha,
Ou já tem um outro bem.
Se ela me deixou a dor é minha,
A dor é de quem tem.

É meu troféu, é o que restou,
É o que me aquece sem me dar calor
Se eu não tenho o meu amor,
Eu tenho a minha dor.

A sala, o quarto, a casa está vazia,
A cozinha, o corredor
Se nos meus braços ela não se aninha,
A dor é minha.

É o meu lençol, é o cobertor,
É o que me aquece sem me dar calor
Se eu não tenho o meu amor
Eu tenho a minha dor"

(De Mais Ninguém - Marisa Monte)

2 comentários:

Semiramis disse...

Coragem pra cantar Marisa Monte... Coragem...

Cristina disse...

Foi só ler aqui que me lembrei dessa música. A composição é do Paulinho da Viola, não é? Ou estou confundindo tudo. Sei que esse disco da Marisa é bem audível, tem umas músicas legais (mas pra ouvir evitando o last-fm ahaha) (brincadeira). Depois ela virou tribalista e eu desisti de vez de ouvir essa mulher.

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails