28 janeiro 2008

Sobre minha nova "dona"

- Hora de trabalhar!
"Não quero, estou com preguiça."
- Você não tem querer, meu filho. É na hora que eu posso e ponto final.
"Ela sempre me trata assim. Já no fim do dia, estou quase pegando no sono, ela me acorda. Me tira a coberta, me expulsa do meu cantinho. Mas que direito ela tem de fazer isso comigo?
Fora que, convenhamos... estou todo dolorido. Ela não é nem um pouco delicada. Puxa minhas cordas com força, aperta demais, levo unhada. Ela diz que é tudo sem querer, que é desajeitada. Custava ser mais cuidadosa? Cortar as unhas?
E quando ela erra, claro que sobra pra mim. Já recebi soco que ficou ressoando no ar. Tô vendo o dia em que ela vai me jogar no chão, como as estrelas do rock. Perdi vários amigos assim.
Ela pede paciência, porque começou agora e ainda está aprendendo, sem compromisso, sem cobranças. Porque é apaixonada por música. Porque acha lindo tirar os sons de mim e compor algo harmonioso. Porque gosta de descobrir em que lugar ela me aperta para sair aquela música, igualzinha a que ouviu no rádio. Ai, não pressiona tão forte! Ai, minha corda, pô!
Sabe, eu não tenho nada contra ela. Eu até gosto... Se ela tem futuro? Não sei, está no começo. Talvez eu deva mesmo ser mais paciente. E ela, menos ansiosa. Afinal, estamos trocando experiências. Ela, vivendo um mundo novo, a música por um ângulo diferente : o de quem faz. Eu, conhecendo mais um "dono".
De uma coisa eu não posso reclamar : ela me dedilha todos os dias. Não tem feriado nem dia santo. Não tem cedo nem tarde. É sagrado, pelo menos 30 minutos. Sem contar as brincadeiras de perseguir as notas pelo meu braço. Não é uma dona que deixa pegar poeira em um canto escuro da casa. Eu sinto cosquinhas, mas ela não sabe. Fico todo sem graça.
Poxa... pensando bem... acho que ela me ama de verdade... Snif...
Xi, ela tá vindo. Bem, ela não me pode me ver assim, todo emocionado. Vou acabar desafinando! Até a próxima".

Aaaai !!!!

3 comentários:

Alexandre disse...

eu tb tenho um, empoeirado mas ainda vivo. :)

Cristina disse...

Será que estou muito velha pra começar a aprender? às vezes dá vontade...

Semíramis disse...

Ninguém é velho pra aprender o que gosta, ou pelo menos tentar...

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails