12 fevereiro 2013

Bom pra mim

Reflexões de aniversário (ah, sempre elas): uma coisa cada vez mais clara para minha pessoa é que, não importa qual seja o meu futuro, vou me empenhar para dar certo. Não sei se vou estudar de novo, mudar de emprego, casar, descasar, recasar, não casar. Se vou ter um, dois, três, dez, zero filhos, se adotarei, se serei madrasta. Não sei se vou continuar em TI, se vou querer fazer outra coisa, se vou ser rica ou contar os centavos, se vou mudar de casa, cidade ou país, se vou ficar.

Quando me perguntam “mas o que você quer?”, até tenho a resposta-padrão para não esticar o assunto, porque me parece que todo mundo nasceu com o plano de vida todinho pronto, uma coisa que foge totalmente à minha compreensão – e me pergunto o quanto é desejo pessoal e o quanto é necessidade de adequação (paro aqui, porque deste caminho em diante não tem volta e é espinhoso demais…).

Mas não tem querer. No máximo, direcionamos nossa vida para alguns pontos que desejamos, mas mesmo que sejamos o maior dos dispostos e obstinados da face da Terra (conheço alguns, que admiro), se não é para dar certo daquela maneira, não dá. E não é ruim, só é uma alternativa nova. E pasmem, pode ser melhor do que o seu plano inicial. Sem ofensas.

O lema é fazer a limonada com os limões oferecidos. E se no meio do caminho viram laranjas, que sejam laranjas.

Ilusão É decepção. E decepção, não estou a fim, obrigada. Só sucesso.

20130209_231957

Limonada. Ou quase. Com açúcar, gelo…

3 comentários:

Alexandre disse...

Limão, laranja, o importante é que venha o suco. :)

C. A. disse...

Oh querida! Parabens pelo niver e pela elegancia das palavras. E muita limonada, ou caipirinha!

Anderson disse...

ai, que coisa essa coisa de pensar no futuro. eu já cansei de pensar no meu, parece que faço isso o tempo todo, e já sou velho... rs... coisas que a gente pensa no mês de aniversário, com mais frequência...

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails