30 janeiro 2010

What’s in your head

Há algum tempo me pediram pra fazer uma postagem aqui com o “Top 3” dos shows que já vi. E pelo jeito, ninguém está muito a fim de facilitar a minha escolha…

Depois de ficar triste, arrasada e principalmente, p… da vida de ter perdido o seu show solo em 2007, ontem, enfim, consegui ver a performance de Dolores – e melhor ainda, com The Cranberries de volta.

A mulher é a formiga atômica do palco. Magrinha, pequena, mas não para de pular, fazer dancinhas bizarras e interagir com a galera. Um momento que deve ter sido o auge para que estava na platéia vip, mais perto do palco, foi quando Dolores desceu e passou cumprimentando a todos, quase sendo sugada no meio dos fãs. Isso enquanto cantava “Ode To My Family”, um dos mega sucessos.

O set list foi muito bem feito ao misturar canções mais novas (nem tão novas… dos anos 90), mais antigas e as da carreira solo de Dolores, que não eram tão conhecidas, mas são muito boas também – como “Ordinary Day”. Do grupo, “Free To Decide”, “Ridiculous Thoughts”, “Daffodil Lament”, “Linger”, “Zombie”, “Salvation”, dentre tantas outras que já escutei e cantarolei muito na vida.

A banda ao vivo é ótima e empolga a platéia, enquanto a vocalista segura os sucessos com a sua voz bem peculiar. Com tanta bandinha meia-boca por aí, o Cranberries dá de 1000 a 0 e pode voltar tranquilamente por cima para manter os antigos fãs “trintões” e conquistar muitos outros.

image

“But I’m iiinnnn so deeeeeep… You know I’m such a fool for you… You got me wrapped around you finger aaah, ha, ah… Do you have to let it linger… Do you have to, do you have to, do you have to let in lingeeeer…” (eu cantei e daí?).

Set list, Credicard Hall, 29/01/2010

How
Animal Instinct
Linger
Ordinary Day
Wanted
You and Me
Dreaming My Dreams
When You’re Gone
Daffodil Lament
I Can’t Be With You
Pretty
Ode To My Family
Free To Decide
Waltzing Back
Switch off the Moment
Salvation
Ridiculous Thoughts
Zombie

Bis

Empty
The Journey
Promises
Dreams

Uma história do show - durante “When You’re Gone”, um casal de imbecis decidiu ficar em pé na parte das cadeiras. Esta parte da casa tem um código informal de conduta : se todo mundo levanta porque o artista pede (ex. show do Keane de 2007), não tem problema, quem queria ficar sentado acaba atendendo ao pedido e levanta também. Mas se está todo mundo vendo o show sentado – afinal, pra isso que compramos ingressos em cadeiras – quem levanta é xingado até a última geração. Pois bem, os bonitões levantaram, ficaram dançando a música abraçadinhos, com os braços pra cima e, apesar dos pedidos (alguns bem nervosos) das pessoas ao redor, não deram a mínima e não sentavam de jeito nenhum. Não consegui ver muito bem o que aconteceu depois, mas na próxima canção, “Daffodil Lament”, o guarda do Credicard Hall retirou os manés do show. RETIROU. Ficaram do lado de fora até acabar. Não houve briga, confusão, nada disso, só uma salva de palmas quando o casalzinho foi embora. Enquanto isso, eu estava gravando o áudio de “Daffodil”, umas das minhas preferidas (sairam até os aplausos na gravação, hehe). Parabéns à organização do evento. É muito bom ver gente idiota e mal educada levando uma lição.

3 comentários:

Milton X disse...

Homenagem ao cd amarelo! Tb amo "linger"... Mas e ae, falou, falou e nada do top 3...

Semiramis Moreira disse...

Pois é, não falou do top 3. Depois dê uma olhada nas fotos da Brina, ficaram ótimas!

Rodolfo disse...

Ah-ha! não sou apenas eu que quero saber seu TOP3!

Boa sorte, amiguinha... :)

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails