16 janeiro 2008

O que fazer 2

Crise existencial não é minha praia, mas de vez em quando ela passa por aqui.
Certa vez já refleti sobre a freqüência de atualizações do blog. A onda do momento é pensar sobre o conteúdo deste espaço, os textos, o que deixar para a leitura de quem quiser. (Percebam as associações veranescas, "praia", "onda"...).
Não é por acaso que criei um marcador chamado "coisas do eu". Para falar do "eu", oras.
A questão é que "eu" nem sempre é um assunto interessante, animador ou curioso. Mas a URL me pertence, o Blogger me deixou escrever, então se eu quiser usar como consultório sentimental, anúncio de empregos ou publicação de simpatias furadas eficientes, é meu direito.

Já pensei em tornar o blog especializado em algum assunto. Talvez se a vida fosse bonita como as fotos de Ewan McGregor e Kimi Raikkonen, se fosse uma palhaçada como as histórias das "sagas", se fosse agradável como os sons cristalinos do "Ouça"...
O problema é que às vezes a vida é feia, mas só tem essa mesmo...
É melhor o meu blog ser como João Estrella.





"Eu não faço nada, mas sou muito bom no que faço".

3 comentários:

Semíramis disse...

"Você é grande, mas eu sou ruim!" Vou começar a usar essa frase... hehehe

Alexandre disse...

vou tentar ver esse filme esse domingo. :)

Cristina disse...

A graça da vida é ter um pouquinho de cada uma dessas coisas. Assim como o blog e vice-versa (sic) :p

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails