22 abril 2011

Tradições

Sexta-feira santa. Comer peixe. E tem que ser bacalhau.
Os ovos de chocolate, só se abrem no domingo. Domingo de Páscoa é fartura de comida.
Dia das Mães. Presente. Não dê coisas de casa, compre um presente pessoal. Um celular, por exemplo (?).
Dia dos Pais. Presente. Gravata ou meia. Ou celular.
*
Se tem uma coisa que eu aproveitei bem do que me ensinaram em casa, foi o desapego às tradições. Não por revolta, por contestação, nada disso. Muitas vezes, era falta de $$$ mesmo. Bacalhau, imagina... Presente em qualquer data? Muito menos. Havia coisas mais importantes a tratar.
"Por que estou seguindo certo costume?" Porque é um desejo meu. Porque gosto. Porque acho bonito. Porque... todo mundo faz? Aff... É dureza ignorar o inconsciente coletivo, sim, eu sei. Ninguém está livre disso. Mas é só questão de parar e pensar 2 minutos.
Aprendi também que pensar é bom. E melhor ainda, é dar importância às coisas realmente importantes. Menos para o peixe, para o chocolate e para os presentes.
Não estou defendendo aqui ser "do contra". Não se sinta mal por ser tradicional ou "moderninho". Mas, na medida do possível, escolha o que mais lhe agrada e não finja, nem faça as coisas de cara feia. Todo mundo ganha com isso.
Porque sempre há coisas mais importantes a tratar.
*

Falou, peixe.
*
P.S.: Estou tentando achar algo legal para pôr no título do blog. Não estranhem se entrarem aqui e mudar de repente. Aceito sugestões!

Um comentário:

Anderson disse...

acabei de fazer almoço: macarrão como molho rosé de calabresa :P

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails