30 agosto 2009

Festa estranha com gente esquisita

Tem zilhões de assuntos que me interessam e sobre os quais posso falar por horas a fio – de F1 a última coleção da maquiagem da Avon, de tênis a escarpins, de cremes para cabelos a textos de Machado de Assis. Uns falo com mais conhecimento de causa, outros eu admiro mas não compreendo tão bem. Especialista e genérica, o fato é que eu devo entender de nada um pouco.

Caso um dia eu queira conhecer a fundo qualquer um destes assuntos, poucos lugares oferecem tanta imersão quanto os fóruns na internet. Parece simples e fácil, mas não é não – ao menos, para mim.

Já tentei frequentar alguns fóruns, participar, fazer perguntas, joguinhos, enfim, ser um membro atuante, mas cansa. Primeiro, o fanatismo das pessoas em torno do tema discutido. Nada é mais importante na Via Láctea. Ninguém faz mais nada da vida. Um pouquinho doentio para quem nem gosta de cultivar ídolos. Segundo, a panelinha. Os bons são sempre aqueles que começaram o fórum, os mais antigos ou aqueles eleitos por eles. Se você está fora deste grupo, qualquer “bom dia” pode ser respondido com um “você postou no tópico errado, favor ir ao tópico ‘Saudações Matinais’, leia antes de postar!”. Esse radicalismo nada mais é que consequência do fanatismo citado anteriormente, suponho. Terceiro, o paradoxo da panelinha. Sim, porque ao mesmo tempo que criticam gratuitamente suas tentativas de socialização, se você desaparece, vão correndo te procurar e te criticar (tópico “os sumidos do fórum”).

O fórum nada mais é que uma fotografia do “mundo lá fora” : pessoas falam o que querem, concordam (pouco), se separam em grupos, estes grupos discordam (muito), brigam e se isolam em tópicos. Depois todos se reúnem de novo, em torno de um tema comum, começam a falar sobre ele, voltam a concordar (pouco), se separam em grupos, estes grupos discordam (ainda mais) etc etc…

Mas não posso ser injusta. Sem a dedicação destas pessoas, muitas vezes nossas pesquisas na rede voltariam sem resposta. Qualquer que seja o assunto, tem horas que só a pesquisa pré-realizada dos membros de fórum ao redor do planeta pode nos ajudar. Ou seja, como leitora e pessoa à busca de informações e detalhes, eles são fundamentais para mim.

Então ficamos assim. Um beijo para os foristas. Mas que fique cada um no seu mundinho, eu aqui e vocês aí. Não quero atrapalhar tão complexo ecossistema.

chun-li

Meu possível avatar, quando eu estiver pronta pra briga.

2 comentários:

Milton X disse...

Uau, você conseguiu expressar! É assim mesmo que eu vejo os foruns também... Precisamos marcar um cinema, hein?! Saudades! Bjuuuu

Wild Wild Nest disse...

De fórum não entendo muito, mas que esse avatar tá peitudão, tá! hehehe Deve ser a roupa larga... Beijos!!!

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails