07 fevereiro 2009

Top 5 empregos

Coisas que eu poderia fazer da vida, feliz da vida. Em tempos de Cris*, é bom ser adaptável e flexível. Sua competência não paga os encargos trabalhistas e seu diploma será usado em algum sanitário. Fique de olho.
*
5 - Comentarista esportiva.
Olha que charme : uma mocinha, bonita(?), simpática(?), florida e feminina, tecendo comentários pertinentes em uma transmissão esportiva. Sim, feminina, porque se é pra fazer papel de macho, põe um de verdade. Sim, pertinentes, porque as que fingem entender do assunto já existem aos montes. E me dão vergonha alheia.
Diferencial no currículo : gosto de qualquer esporte, exceto os violentos, entendo as regras da maioria e consigo me controlar para não fazer elogios à forma física dos rapazes. Quase sempre.
*
4 - Stand-up comedy.
Eu faço piada 24 horas por dia. Faço piada até em sonhos, pena que não lembro deles. Transformo qualquer assunto que você me der em risos. Fala um aí... Mas precisaria vencer a timidez diante de desconhecidos (oi, vodca?).
Diferencial no currículo : também há poucas mocinhas no setor. Não faço piadas apelativas ou preconceituosas. A não ser que me peçam. A não ser que me forcem.
*
3 - Tradução de músicas.
Nível avançado de inglês, anos de experiência como ouvinte e cantora de chuveiro, interesse pela cultura dos países de origem dos artistas. Interesse por outros idiomas. Aprendo rápido.
Diferencial no currículo : o meu empenho supera as traduções horrorosas da maioria dos sites de letras de músicas, que simplesmente jogam a letra em algum tradutor on-line ou abrem o dicionário e pegam a primeira palavra que aparece (sentiram a ira?).
*
2 - Degustadora de livros.
Inseguro com sua primeira obra? Querendo antecipar o ponto de vista do leitor? Eu leio o seu livro e te dou o meu parecer. Pode mudar a sua carreira literária! Ou não, mas aí você já terá depositado o meu pagamento.
Diferencial no currículo : gosto pela leitura e pela correção do idioma. Implacável para apontar erros dos outros.
*
1 - DJ.
Para eu poder tocar essa música. Só. E ainda iriam me pagar? Maravilha.
Diferencial no currículo : um gosto musical impecável. Pra quem? Hummm...
*

Canto, danço, malabarizo e me viro nos 30, nos 20...

* Cris é um apelido carinhoso da Crise Econômico-Financeira Mundial.

2 comentários:

Semiramis disse...

Eu queria ser bartender, acho que eu consigo né? Posso colocar no meu currículo os drinks que eu sei fazer... hahahahaha

Cristina disse...

Hang the dj! rs
Também queria ser degustadora de livros.

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails