11 janeiro 2009

Vida Torta

Jenna é uma garçonete de uma casa de tortas em algum lugar no fim do mundo. O patrão é uma mala, mas as amigas de trabalho ajudam a suportar. O dono do local, Joe, é um velhinho ranzinza, que apenas Jenna suporta.
O marido é um horror. Ela pensa em fugir. Faz tortas absolutamente lindas e suculentas e quer participar de um concurso, ganhar o prêmio e chutar o mala para sempre. Mas... fica grávida.
Não deseja o bebê, acredita que não nasceu para ser mãe. Bem, o marido-horror não ajuda muito a construir fantasias de família no comercial de margarina. O mala chega ao ponto de fazê-la prometer que não vai amar a criança mais do que o ama. Argh.
Jenna vai ao médico cuidar da gravidez - e que médico! Que charmoso médico casado.
De uma vida apenas medíocre e um tanto angustiante, Jenna passa para uma vida complicada, arriscada, imprevisível, com um filho na barriga, só para dar o toque final.
Não sou uma entusiasta da "maternidade acima de tudo", apenas acredito que seja uma escolha. Não condeno as mulheres que decidiram não ter filhos, não as vejo como encarnações do demo - como a maioria das pessoas vê. Da mesma forma que respeito e acho nobre a postura da Angelina Jolie, que não só tem seus próprios pimpolhos, mas adota crianças necessitadas ao redor do mundo. Marketing? Quem dera toda estratégia de marketing desse futuro a uma criança.
Parêntese : Foi interessante ter citado a Angelina. Para mim, os filhos são dela. É engraçado, mas eu nunca consigo pensar "os filhos da sra. Pitt" ou "os filhos de Angelina e Brad". São os filhos da Angelina Jolie. Como se coubesse ao Brad apenas ser lindo e posar de pai nas fotos dos paparazzi.
Mas voltando ao filme, no caso da Jenna, uma gravidez veio no pior momento possível. Mas ela decidiu seguir em frente, carregando o peso de um marido medonho, um amante que trai a mulher mas faz pose de bonzinho (não sei qual desses dois é mais desprezível... Jesus que me proteja!) e fazendo tortas e mais tortas. Torta "Eu Odeio O Meu Marido", Torta "Bebê Chorando No Meio Da Noite", Torta "Estou Tendo Um Caso E Meu Marido Vai Me Matar".
Para quem for ver o filme, saiba que também não sou contra casamento e famílias de comercial de margarina. Acho que eu, você, todos nós merecemos a nossa, se este for o caminho da felicidade que nos foi destinado. Acho que temos o direito de buscar esta felicidade, ainda que pareça tarde. E foi o que Jenna fez. You go, girl!

Filme : Garçonete (2007). Leia a ficha aqui.

Um comentário:

Semiramis disse...

É... a vida é torta, muito torta...

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails