20 janeiro 2009

O jogo do século

Essa eu preciso contar...

Daí que durante este passeio ao litoral, Lady e eu decidimos re-editar a final mais finalíssima do tênis ever, em que ela brincou de Rafael Nadal e eu de Roger Federer. Ela, porque é canhota e eu, porque faço uma imitação do Federer ajeitando o cabelinho atrás da orelha que é de ajoelhar de rir - ao menos é o que a Lady acha.
Então fomos jogar tênis... de mesa. Quadra em miniatura para talento diminuto, principalmente do meu lado. A prática de esportes nunca foi meu forte, já me conformei.
Diante da minha lamentável inabilidade - nem a raquetinha eu sabia segurar - tomei várias lavadas da Lady e comecei a apelar para as imitações, já que tenho uma veia cômica natural (oi?) e jogar contra canhotos é ...ODA. Mundo invertido, só depois de certa dose de bebida e olhe lá.
A Lady não deixou por menos e desatochou o short várias vezes à la Rafa, mas perde um pouco a graça porque os shorts dela não estão prestes a explodir.
Saldo final : como em Wimbledon, deu Nadal, no entanto, com muito mais sobra. A mim, nada restou além de imitar a "viradinha de raquete" e a "tiradinha de cabelo do olho". Porque isso que ele fez no vídeo abaixo, eu não vou imitar nunca...

Nem foi tão difícil, vai...

P.S.: Esse novo corte de cabelo dele acabou com a minha alegria. Bleh.

2 comentários:

Alexandre disse...

canhotos são ...ODA. rs

Lady Federer disse...

Essa re-edição foi mais parecida com Roland Garros do que Wimbledon... HAHAHAHAHAHAHA... e canhotos são ...ODA mesmo! \m/

Compartilhe

Related Posts with Thumbnails